EM MEMORIA DE SANDRO BARRETO GUIMARÃES

✩15/09/1967 ✞14/02/2021

Prova de vida do INSS liberada por meio de biometria facial; veja como vai funcionar

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai liberar a prova de vida por meio de biometria facial em muito breve. 

No momento, aproximadamente 500 mil segurados vão passar pela primeira etapa do projeto-piloto da proposta. Essa ação, que vai abranger beneficiários de todo o país, será acompanhada pela Dataprev, Secretaria de Governo Digital (SGD) e Ministério da Economia.

Estima-se que nos próximos dias o segurado receba uma notificação de convocação por meio da Central 135, e-mail ou Meu INSS. O INSS vai priorizar aqueles que já deveriam ter feito a prova de vida, sendo assim, é de extrema importância que os mesmos estejam atentos as notificações desses portais.

Inicialmente, os dados que estiverem no Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) ou Tribunal Superior Eleitoral serão utilizados como base pelo INSS. O grupo será os primeiros cadastros realizados para pessoas que possuem carteira de motorista ou título de eleitor.

A vantagem dessa medida é a não exigência de um deslocamento até uma agência do INSS, mesmo sendo um projeto-piloto. O procedimento de cadastro será exigido para os beneficiários que utilizam conta corrente, conta poupança ou cartão magnético.

A prova de vida é realizada anualmente a fim de que os beneficiários comprovem que estão vivos para evitar fraudes e continuar recendo o pagamento.

Como vai funcionar

O reconhecimento facial será feito por meio dos aplicativos Meu INSS ou do Governo Digital, utilizando da própria câmera do celular. Apenas essa ação é o suficiente para determinar se realmente o cadastro está sendo realizado pelo cidadão que tem o direito ou não.

Essa medida ficará disponível para alguns usuários nesse primeiro momento. Ou seja, para se cadastrar antes será necessário receber uma mensagem do INSS.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o INSS suspendeu a prova de vida obrigatória entre os meses de março e setembro de 2020.

Atualmente é exigido do cidadão que se desloque até uma agência bancária na qual recebe seu salário para apresentar os documentos e evitar que seu benefício seja suspenso.
Em alguns bancos, já é possível realizar o procedimento diretamente nos terminais de autoatendimento.

Noticias Concurso 

por Saulo Moreira
4 de janeiro de 2021, 20:20h

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem