"Ferimentos são leves, mas a dor na alma é maior", diz mãe de adolescente vítima de estupro

"Os ferimentos são leves, mas a dor na alma é maior e essa só o tempo e a Justiça pode ajudar", descreve a mãe da adolescente. Crime foi no último dia 1º, no bairro Antônio Bezerra

A mãe da menina de 13 anos vítima de estupro no dia 1º de janeiro, no bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza, relata que após o crime os danos são irreparáveis. "Os ferimentos são leves, mas a dor na alma é maior e essa só o tempo e a Justiça pode ajudar", descreve. Câmeras de segurança flagraram o homem com a menina e ele foi preso mediante mandado de prisão preventiva neste domingo, 3, por policiais militares, em Caucaia. 

A garota ia pegar o ônibus para a casa da madrinha, que fica na cidade localizada na Região Metropolitana de Fortaleza, quando foi atacada pelo criminoso que a abordou com um gargalo de garrafa. Ele a forçou a ir com ela até um galpão abandonado e cometeu o estupro. "Minha filha saiu de casa para ir para a parada de ônibus como de costume. Ela sempre ia nessa parada e pega (condução) para ir à Caucaia", explica.
"Na parada havia uma família e depois que subiram no coletivo ela ficou sozinha. Neste momento chegou o criminoso perguntando de onde ela era e para onde ia. Ela pensou em sair de perto, então, foi a hora que ele pegou o gargalo de uma garrafa quebrada, a abraçou e colocou a arma branca no pescoço dela", descreve.

Via Jornal O Povo

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem