EM MEMORIA DE SANDRO BARRETO GUIMARÃES

✩15/09/1967 ✞14/02/2021

Cachorrinha desaparecida, que viralizou nas redes sociais, é encontrada em Canoa Quebrada.

A cachorrinha da raça border collie sumiu na noite de réveillon quando teve início a peregrinação de seus tutores a sua busca.

Parte da família há quase um ano, a cadela, da raça border collie, que atende pelo nome de Panqueca foi dada como desaparecida por dois dias até ser encontrada e devolvida a seus tutores na tarde do último sábado (2), em um reencontro que aconteceu na entrada de Canoa Quebrada. A procura desde a noite de Réveillon, na quinta-feira (31), fez com que a busca pela cadelinha viralizasse nas redes sociais.   

“Foram dois dias muito intensos, a gente não comeu direito, andamos no sol quente, meus pés e do meu companheiro estão queimados, cheio de bolhas, estamos assados de sol, tudo nessa busca. Mas valeu a pena, porque encontramos ela”, destaca Hayane Magalhães, tutora de Panqueca e que passou os dois primeiros dias do ano a procura de sua companheira fiel, que é como muitos descrevem os animais de estimação.  

O barulho dos fogos de artificio, que estão presentes em todos os lugares na noite de 31 de dezembro, foi o motivo da fuga da cadelinha, segundo a tutora, que viu seu pet fugir depois da meia noite do primeiro dia do ano. “Ela sumiu durante a queima de fogos, a meia noite, em Canoa Quebrada. Assim que começou a queima de fogos ela correu, e ela corre muito porque quase todo dia corremos juntas. Ela é acostumada a se exercitar comigo e corremos 10 ou 15 quilômetros todo dia de manhã.”, conta. 

Apesar de Hayane ser veterinária e ter tomado todas as precauções para que Panqueca não se assustasse com os fogos de artificio e não ficasse sozinha durante esse momento difícil, ainda assim a cadelinha desapareceu em meio a queima de fogos, grande parte clandestinos, da noite da virada. “Quando ela se assustou ela correu muito, ela desceu umas escadas e eu não consegui acompanhar ela, estava a noite e começou a chover também, e então ela desapareceu em direção às dunas”, relembra o momento de angústia. 

Busca imediata 

Assim que se deu conta que tinha perdido Panqueca de vista, Hayane logo começou a compartilhar nas redes sociais, principalmente no Instagram e no Facebook sobre a situação e assim acabou formando uma corrente de solidariedade em prol de encontrar a cadela. De acordo com Magalhães, no dia seguinte quando começou a imprimir panfletos e espalhar pela cidade turística muita gente já tinha conhecimento do caso e até mesmo pessoas de outros países entraram em contato para saber atualizações sobre a situação.   

Oferecendo recompensa de R$ 2.000 para quem encontrasse e devolvesse a cachorrinha, a família chegou até Panqueca na tarde de sábado (2). 

“Estávamos em Majorlândia, fazendo busca por ela ali na cidade vizinha, quando alguém ligou para mim dizendo que estava com ela e tinha achado ela em Porto Canoa, que é um pouco mais distante da entrada de Canoa Quebrada”, relata Magalhães.  
Segundo a tutora, no primeiro momento ela desconfiou, mas logo foi confirmado que era mesmo sua cachorrinha por causa de uma placa de identificação que Panqueca carrega no pescoço com os dizeres “Minha mãe me ama, ligue para ela” e com o contato da veterinária. O reencontro aconteceu na entrada de Canoa Quebrada.  

De acordo com a tutora da cadela, o casal que encontrou Panqueca recebeu R$ 1.000 de recompensa, pois estavam precisando do dinheiro para o casamento que estão planejando. “Entre dinheiro e a minha cadela, eu prefiro muito mais a minha Panqueca, porque dinheiro a gente trabalha e consegue de novo”, finaliza.   

Diário do Nordeste

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem