Investigação contra grupo criminoso no Jangurussu resulta nas apreensões de 15 kg de drogas pela Polícia Civil

Em continuidade às investigações que visam desarticular a atuação de grupos criminosos envolvidos em homicídios, tráfico de drogas e expulsão de moradores na região do Grande Jangurussu, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do 30° Distrito Policial (DP), apreendeu mais de 15 quilos de drogas, além de uma munição de fuzil e outros materiais. A ação foi registrada nessa sexta-feira (18), em Fortaleza. Um homem suspeito de integrar o coletivo criminal foi preso em flagrante com o material.

O capturado foi identificado por Caio Ferreira Castro, 18 anos. As diligências que resultaram em sua prisão nessa sexta-feira são continuidade de um trabalho conduzido pelo 30° DP que já havia culminado nas apreensões de mais de 150 munições dos calibres 12, .40 e 380; além das apreensões de quase três quilos de maconha e cocaína em um imóvel também no Jangurussu, no último dia 4 de dezembro. A partir dos indícios colhidos na primeira ofensiva, os investigadores iniciaram as apurações para chegar até o proprietários dos materiais.

Com isso, os policiais civis chegaram até um imóvel na região conhecida por Jagatá, onde seria a nova casa de Caio. Após a abordagem do suspeito, a Polícia Civil seguiu até um imóvel de sua propriedade, onde foi apreendido o entorpecente. No total, foram apreendidos mais de 15 quilos de maconha, uma munição não deflagrada de fuzil calibre 556, um carregador de pistola 380, uma balança de precisão, um celular e outros materiais comumente utilizados para o preparo da droga. 

Caio foi levado ao 30° Distrito Policial (DP), onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e por integrar organização criminosa. Quando adolescente, ele já havia respondido a um ato infracional também análogo à traficância de entorpecentes.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número (85) 98865-2158, que é o WhatsApp do 30° DP, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

SSPDS CE

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem