Cachorros são ameaçados de morte em cartazes pregados em portão de galpão

Dois cartazes com ameaças a cães foram pregados no portão de um galpão na rua Tianguá, no bairro Parreão, em Fortaleza, nesta quinta-feira (17). A mensagem indica que, caso os donos não tirem os animais do galpão, eles serão envenenados. Nesta sexta-feira (18), moradores da vizinhança relatam que os avisos ainda permaneciam fixos no local.

“Retirem com urgência esses cachorros desse prédio. Caso contrário, serão envenenados, não nos restará outra saída. Não só minha família, como também várias outras aqui da rua, estão desesperadas com o barulho que esses cães fazem. Esperamos não tomar medidas drásticas. O aviso está dado”, diz a ameaça escrita nos cartazes.  

Vizinho do galpão, um homem que preferiu não se identificar relatou que os animais são alimentados pela vizinhança e que os donos dos cães aparecem no local com pouca frequência. O professor se diz indignado com a ameaça sofrida pelos animais. 

“Sou vizinho. Causou indignação não só em mim, mas nos outros moradores da rua. Muitos criam animais, seja cachorro ou gato. Não crio animais, mas já criei. Minha vizinha de baixo tem duas gatas”, afirma. “Saber que alguém pode fazer tamanha crueldade com os pobres animais, nos causa revolta mesmo. São vidas”, pontua. 

A Polícia Militar informou, em nota, que não tomou conhecimento sobre o caso e ressalta a importância do registro da ocorrência, através de um boletim. 

A PM também ressaltou que foi sancionada, no dia 29 de setembro deste ano, a lei 1.095/2019, que aumenta a punição para quem maltratar, ferir ou mutilar animais. A legislação prevê pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa. 

Diário do Nordeste

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem