Caso Mari Ferrer: MPSC afirma que vídeo da audiência foi editado e manipulado

Da Redação
04/11/20 - 17h30 - Atualizado em 04/11/20 - 17h44

Nesta quarta-feira (04), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) se manifestou sobre o vídeo da audiência de Mariana Ferrer, divulgado ontem pelo site Intercept Brasil.

De acordo com o órgão, o vídeo foi editado de forma que os trechos em que o promotor e o juiz interferem contra excessos praticados pelo advogado Cláudio Gastão da Rosa Filho são suprimidos, dando a impressão de que a vítima foi humilhada sem nenhum tipo de interferência.

O MPSC informou que entrou com um pedido de quebra de sigilo processual para que o vídeo real possa ser divulgado, de forma que seja feita a defesa do promotor Thiago Carriço de Oliveira no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e na Corregedoria.

Segundo o MPSC, as intervenções a favor da vítima foram feitas, mas não foram exibidas pelo vídeo divulgado ontem (03).

O MPSC ainda informou que solicitou a quebra de sigilo para que a verdade venha à tona para toda a sociedade e se comprove que ao longo de todo o processo foram adotadas toda a sensibilidade e respeito que o caso exigia.

Isto É

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem