Idosa de 83 anos foi morta porque reconheceu um dos assaltantes na zona rural do Aracati-CE

Após o crime ocorrido na sexta-feira dia 23/10, a polícia começou às buscas pelos criminosos que mataram a idosa Francisca Cavalcante Rocha, 83 que estava em sua residência invadida pelos criminosos.

Um dos suspeitos de nome Francisco Álvaro do Nascimento (20 anos) vulgo "Alvim", confessou o crime e disse que, juntamente com outro comparsa invadiram a casa da idosa para assaltar, mas ao reconhecer o "Igor" (Igor da Silva Rocha, de 27 anos) ele matou a senhora Francisca Rocha.

Os policiais realizaram a apreensão de duas pistolas que estavam em poder dos suspeitos do assassinato da idosa em Aracati, uma delas teria sido a utilizada no bárbaro crime.

A prisão dos criminosos aconteceu neste domingo (25) pelos policiais militares (PM). O crime foi dentro da casa da vitima em Camurupim, região da comunidade de Cajueiro que fica na zona rural de Aracati/CE.

Os PMs informaram que o indivíduo conhecido por "Alvim" confessou aos policiais que seu comparsa atirou na idosa após ela reconhecê-lo.

A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu em sua própria casa. As composições policiais fizeram as buscas nas localidades de Cajueiro e Tanque Salgado após receberem informações de que os suspeitos estavam escondidos naquela região.

De acordo com a Polícia Militar, Francisco Álvaro do Nascimento Costa, de 20 anos, foi preso na noite de sábado (24) e entregou a localização do outro suspeito, o Igo da Silva Rocha (27) acusando-o de ter sido o autor do disparo fatal.
A Polícia imediatamente saiu em busca de "Igo" que foi preso poucas horas depois, na madrugada deste domingo (25). 

Com eles, a PM apreendeu duas espingardas calibres 12 e 32, entre elas, a que foi usada no crime, além de munições e 01 celular Redmi Not 7 com um chip Claro 

Os dois homens e as armas apreendidas foram encaminhados à Delegacia Regional de Aracati. Um inquérito policial foi instaurado para continuar as investigações. Eles não tinham antecedentes criminais e residiam na região onde realizaram o crime.  

Com informações do DN e boletim da Polícia Civil

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem