Hemodiálise. Apelo comovente à Secretária de Saúde do Aracati-CE

Se você não se comover com esse pedido de ajuda ao ouvir e ver as imagens mostradas juntas ao relato da senhora Ione Pereira, é porque não tem sentimento e consciência sobre o que poderia crer como prioridade na vida das pessoas.

Em meus 20 anos no ramo de jornalismo e comunicação posso assegurar que, essa é uma das entrevistas que mais me tocou. Fui procurado pela Ione Pereira de Oliveira, residente à Avenida Deputado Caetano Guedes (Cacimba do Povo) em Aracati-CE, que relatou com detalhes sobre a vida que leva, ao realizar sessões de hemodiálise há 12 anos, entre idas e vindas à Fortaleza, e nos últimos anos no município de Russas que fica a 73 quilômetros de nosso município.

Ione não pede absolutamente nada que não possa ser atendido facilmente pela prefeitura do Aracati através da secretaria de saúde municipal ou do próprio prefeito.

Se há vinte anos eu já falava sobre a necessidade de termos um centro de hemodiálise em Aracati, que pudesse atender também aos munícipes de Icapuí, Fortim e Itaiçaba, após essa entrevista fiquei mais convencido que realmente está faltando esforço e falta de vontade dos políticos em proporcionar maior qualidade de vida para as pessoas que sabem ser a saúde o bem mais precioso que podemos ter.

A exemplo do município de Russas, que já possui seu centro de hemodiálise há 15 anos (desde 2005) um município do porte do Aracati que fica a 151 km da capital, poderia em parceria da Prefeitura Municipal, Governo Estadual, Ministério da Saúde e demais municípios cooperados  levantar a bandeira por uma conquista já presentes em Russas pelo Vale do Jaguaribe e Cascavel no litoral leste do Ceará.

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem