Caso Sávio: TJ acata argumentos da defesa e diminui pena de Eudivan para 17 anos

Segundo José Augusto Neto, dentro de 2 meses e 20 dias o condenado pela morte de Sávio da Silva terá direito a progressão de regime

O Tribunal de Justiça do Ceará acatou os argumentos do advogado criminalista José Augusto Neto e diminuiu a pena inicialmente imposta pela juíza Janaína Graciana de Brito, da 1ª Vara Criminal de Aracati de 20 anos de prisão pelo assassinato do jovem Sávio da Silva para 17 anos.

Em 2018, Francisco Eudivan da Silva, 48 anos, foi condenado a 24 anos, mas teve a pena diminuída para 20 anos pelo crime cometido em 6 de novembro de 2014 na lanchonete Roma, ao lado do posto BR.

Sávio trabalhava na lanchonete quando Francisco Eudivan se aproximou, sacou uma arma e atirou na vítima. O tiro, dado de surpresa, acertou o peito e atravessou o corpo de Sávio, saindo pelas costas.

Francisco Eudivan estava preso desde 2015, quando se entregou. Após a sustentação oral, que aconteceu online devido a pandemia da Covid-19, o advogado José Augusto Neto disse que dentro de 2 meses e 20 dias seu cliente terá direito a progressão de regime.

Fonte: Folha do Aracati

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem