Bismarck recebe como aliada política ex servidora citada em esquema de corrupção na gestão anterior


No dia 29 de julho deste ano, a pedido de moradores que preferiam não ser identificados, nossa reportagem foi até o campo de futebol "Suvacão" ao final da Rua Hilton Gondim Bandeira (Aterro) para conferir o abandono por parte da prefeitura do Aracati-CE. Nesta matéria,  colocamos um trecho para mostrar como estava a vegetação naquele tradicional espaço de lazer e tantos torneios ali realizados  até pelas lideranças das comunidades do interior do município.

 

No início deste mês de setembro uma pré candidata a vereadora fez um vídeo simulando apelo e luta para realizar a limpeza do espaço, e noutro dia, como num passe de mágica as maquinas da prefeitura realizavam o trabalho ao tempo em que a pré candidata tecia elogios e agradecimentos ao prefeito Bismarck Maia. Até aí tudo bem, se não fosse por um simples detalhe: a pré candidata a vereadora foi alvo de denúncias pelo próprio grupo de Maia, onde estourou o escândalo da propina recebida quando servidora da Secretaria de Assistência Social de Aracati na gestão do ex-prefeito Ivan Silvério. O resultado das investigações tiveram como principal fonte e motivação as denúncias feitas através da TV Sinal de propriedade do então Secretário do Turismo Estadual , Sr. Bismarck Pinheiro Maia. Sua TV está registrada em nome da Fundação Vale do Jaguaribe que tem como presidente a primeira dama do município Gláucia Maia e os filhos Eduardo Bismarck (deputado federal) e Guilherme Bismarck (chefe da Casa Civil Municipal) como diretores.

 

Na matéria realizada pelo Aracati em Foco nesta quinta-feira dia 03/09/2020, mostramos que a pouco mais de um mês nossa reportagem atendia apelo da comunidade que reclamava da situação de abandono do campo.

 

Lembrando o caso:

As denúncias contra a ex servidora Sandrinha tiveram o aval de Bismarck Maia inclusive com debates, entrevistas, matérias e até mesmo mostrado um flagrante em vídeo de um dos momentos do repasse do dinheiro sendo entregue por uma diretora de prestadora de serviço para a secretaria de assistência social.

 

O episódio foi alvo de investigações por parte do MPCE que levaram à prisão temporária da chefe da pasta social do município.

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem