José Airton diz que Brasil está doente no Dia Nacional da Saúde

Deputado federal do Ceará lamenta a falta de sensibilidade do governo federal na pandemia do coronavírus 20:40 | 05 de agosto de 2020 | Eliomar de Lima 

O que deveria ser uma data para se comemorar as boas ações e os avanços na saúde no país, marcou nesta quarta-feira (5), no Dia Nacional da Saúde, a dor pela morte de mais de 97 mil brasileiros e do sofrimento de outras 839 mil pessoas que lutam por suas vidas, diante da infecção pelo coronavírus, após o governo federal apontar a recuperação de 2,02 milhões de pacientes, em meio aos 2,85 milhões de infectados desde o início da pandemia, em março último.

A observação é do deputado federal José Airton Cirilo (PT-CE), nesta quarta-feira, em discurso na sessão remora da Câmara Federal.
"Infelizmente o Brasil passa por um momento difícil devido à pandemia e, em mais uma atitude cruel, o presidente da República vetou o Projeto de Lei 1826/20, que garantia uma indenização aos profissionais da saúde vítimas da covid-19", comentou José Airton, que lamentou ainda o país está há quase três meses sem ministro da Saúde, enquanto o país vivencia "uma tragédia, nunca antes vista na história desta nação".
"A gente fica horrorizado com a insensibilidade do governo. Infelizmente, o país está aí aguardando, talvez, um milagre, para esta tragédia, que mais parece um filme de terror, não continue", comentou o parlamentar cearense.

O POVO

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem