Post Top Ad

Covid-19 News

Post Top Ad

Da Redação  13/06/2020
Carlos Alberto Queiroz Pereira, 40 anos, mais conhecido como “Bebeto do Choró”, foi preso por policiais da 1º Companhia do 4º Batalhão de Choque do Ceará, em Aquiraz, no final da tarde da última quarta-feira, 10.

Ele e mais dois homens, José Clóvis de Souza, 54 anos; e Francisco Lázaro Rios Telez, 36 anos, foram enquadrados por porte ilegal de armas de fogo. Bebeto do Choró é dono da empresa M&M Queiroz Construções e Serviços LTDA, que possui contrato para prestação dos serviços de transporte escolar em várias prefeituras, inclusive no Sertão Central.


Entre os anos de 2017 e 2020, a administração do prefeito de Ibicuitinga, Franzé Carneiro mantém relação comercial com o empresário, efetuando pagamentos na ordem de R$ 1,6 milhão à empresa.


Beto também possui contratos com as prefeituras de Quixeramobim, Itaitinga, Cascavel, Aracati, Paracuru, Canindé, Aracoiaba, Trairi, Beberibe e Caridade. Os dados são do Tribunal de Contas do Estado.


A prisão


Conforme a Secretaria de Segurança do Ceará, a composição de serviço recebeu informações que na CE-040 trafegava em sentido Fortaleza um veículo Hilux de cor branca, com indivíduos suspeitos.


Imediatamente a equipe fez diligências nas proximidades do local indicado e identificou o veículo.


Foi realizada uma abordagem e após ser feita a busca pessoal, fizeram a busca veicular. Dentro do automóvel foi encontrado uma pistola ponto 40, de numeração parcialmente suprimida e um revólver calibre 38, de numeração raspada. Após identificar os proprietários das armas, os policiais militares perguntaram de onde eles vinham e os suspeitos repassaram o endereço.


A composição foi checar a veracidade da informação e, chegando ao local, tratava-se de uma fazenda habitada apenas por um caseiro.


Ao conversarem com o cidadão, era perceptível seu nervosismo e lhe foi perguntado se havia algum ilícito na propriedade.



O caseiro resolveu confessar que existiam armas de fogo dentro da residência, (02 espingardas calibre .12 e um revólver .38), mas que pertenciam ao proprietário da fazenda.

As armas foram apreendidas, juntamente com as munições e foi dada voz de prisão aos suspeitos. Todos foram conduzidos para a Delegacia Metropolitana do Eusébio para apresentação à autoridade policial e realização dos procedimentos necessários.


Os três foram autuados conforme os artigos 14 e 16 do Estatuto do Desarmamento.


Compilado do Site www.ointrigante.com.br

Matéria do site Diário de Quixadá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad