Post Top Ad

Covid-19 News

Post Top Ad

Em mais uma sessão remota da Câmara Federal, o deputado José Airton Cirilo votou favorável ao PL 1013/20, que suspende durante a pandemia os pagamentos das parcelas devidas pelos clubes de futebol ao Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut), junto à Receita Federal, à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e ao Banco Central.

A medida visa garantir empregos dos funcionários e facilitar a manutenção dos jogadores nos clubes e dar fôlego às instituições esportivas nesse momento de crise provocada pelo coronavírus.


"Em contrapartida, nós da Bancada do PT apresentamos destaque para exigir como contrapartida dos clubes a não demissão dos funcionários no período em que o pagamento da dívida estiver suspensa", disse José Airton.


Também foi aprovada uma emenda apresentada pelo PSOL, também defendida pelo PT, para que os clubes de futebol garantam o pagamento dos salários dos empregados que recebem até duas vezes o teto dos benefícios do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) – R$ 6.101,06 por mês. Estudo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), divulgado em dezembro passado, indicava que 55% dos jogadores no País estavam na faixa salarial de um salário mínimo – R$ 1 mil mensais. Outros 33% ganhavam de R$ 1 mil a R$ 5 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad