Após óbito por causa desconhecida, sobrinha denuncia descaso em atendimento na UPA Aracati

Após o falecimento da sua tia Francisca Ferreira da Silva, 67 anos, Cinthya Abreu usou sua página do Facebook para denunciar o que considera verdadeiro descaso da saúde municipal de Aracati. Cinthya relatou que sua tia compareceu por duas vezes na UPA 24 horas do município e em ambas as vezes foi mandada de volta pra casa sem as mínimas condições de saúde. Dona Francisca morreu na madrugada de quinta-feira (14) e segundo relato da sobrinha, declarado a causa da morte desconhecida. 

EXAMES FORAM SOLICITADOS MAS DONA FRANCISCA NÃO CHEGOU A REALIZAR

Leia o desabafo:


Quero deixar minha indignação aqui com a UPA do município de ARACATI por terem por duas vezes atendido minha tia e mandado ela pra casa sem condições. Pala falta de atenção  com o caso dela o que ela tinha .
Minha tia veio a óbito nessa madrugada 14/05/20 e não sabemos o motivo nem o diagnóstico porque o hospital não disse nada simplesmente liberaram ela pra casa . Sendo que o que ela precisava era ter ficado internada, ter feitos os exames necessários para saber o que ela tinha . Hoje foi uma humilhação a gente indo atrás do resgate, do hospital , do SAMU porque ficaram jogando a família de um lado paro outro . E o que colocaram no atestado de óbito foi causa da morte DESCONHECIDA. Aí eu me pergunto, desconhecida como ? Se ela teve na UPA por duas vezes . Minha tia precisava de atendimento e simplesmente deixaram ela pra morrer em casa . Não podemos reunir a família. Não podemos velar o corpo
A funerária foi pegar o corpo em casa nas piores condições. É um absurdo a UPA não ter nem um telefone pra gente entrar em contato numa emergência, descaso total .
Aracati
Upa Aracati

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem