Onyx: 76 mil presos tentaram cadastro para receber auxílio emergencial

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, durante a coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, sobre as ações de enfrentamento no combate ao coronavírus (Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)

O Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, informou na manhã desta quinta-feira, 16, que mais de 76 mil presos teriam tentado se cadastrar para receber o auxílio emergencial de R$ 600 para pessoas diretamente afetadas pela crise do novo coronavírus, entre profissionais informais, desempregados e outras classes. De acordo com Onyx, a solicitação dos presos foi possível devido a muitos ainda terem Cadastro de Pessoa Física (CPF) ativo.

Os que conseguiram burlar o sistema são parte do sistema carcerário do Brasil, dentro do qual 557 mil presidiários ainda permanecem com os CPFs ativos, por várias condições, e podem tentar efetuar cadastro para recebimento, segundo Onyx.

O ministro ainda reiterou a necessidade de manutenção da exigência da regularidade dos CPFs. “Se for cancelado a inscrição por CPFs para nós selecionarmos quem será aprovado na solicitação, esses 557 mil poderão organizar nos presídios usinas de fraude. O auxílio não é para bandido, é para as famílias de bem”. A regularização do CPF era exigência para cadastramento no auxílio emergencial, mas essa prerrogativa caiu.

O POVO

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem