Juiz revoga prisão de acusado de fabricação de álcool em gel irregular em Aracati

Para os advogados José Augusto Neto e Alan Danísio, que defendem Eduardo Divino dos Santos, a decisão foi acertada. Abr 17, 2020

Os advogados José Augusto Neto e Alan Danísio conseguiram a revogação da prisão de Eduardo Divino dos Santos, preso desde o dia 17 de março, acusado de fabricar irregularmente álcool em gel em Aracati.

A revogação foi decretada hoje (17) pelo juiz, mas o acusado só deixou a prisão neste sábado. De acordo com a defesa de Eduardo, o juiz entendeu que não havia mais os motivos da prisão preventiva do acusado.

Por telefone, a reportagem da Folha de Aracati conversou com os advogados José Augusto Neto e Alan Danísio, que entendem se tratar de uma decisão acertada, uma vez que o réu tem residência fixa em Aracati, é primário e possui bons antecedentes.

Ainda segundo a defesa, Eduardo se comprometeu a comparecer a todos os atos processuais e fechar a empresa, além de não mais fabricar o produto. “Não houve má fé, ele é um cidadão de bem e tem amplas condições de responder ao processo em liberdade”, diz José Augusto Neto.

Para o advogado Alan Danísio, Eduardo não teve a intenção de fabricar o álcool em gel de maneira irregular. “Ele acreditava estar produzindo um produto de forma correta que seguia os padrões da ANVISA”, disse.

A Eduardo Eduardo Divino dos Santos enfatizou que ele jamais teve a intenção de fabricar álcool em gel de maneira irregular e que, caso comprovado no decorrer do processo, que ele agiu irregularmente, assumirá suas responsabilidades. “Meu constituinte jamais teve a intenção de prejudicar a coletividade, pelo contrário, a intenção era poder prestar um relevante serviço à sociedade”, finalizou José Augusto Neto.

Folha de Aracati

Comentários

To be published, comments must be reviewed by the administrator *

Postagem Anterior Próxima Postagem