Post Top Ad

Covid-19 News

Post Top Ad

Decreto estadual proíbe o funcionamento de estabelecimentos não essenciais, como bares, restaurantes, igrejas, barracas de praia, entre outros. Governador disse que já está avaliando prorrogação de decreto estadual
Foto: Reprodução/Facebook

O governador do Ceará, Camilo Santana, disse na noite desta quinta-feira (2), que está avaliando a prorrogação do decreto estadual que proíbe o funcionamento de estabelecimentos não essenciais, como bares, igrejas, restaurantes, barracas de praia, shoppings, cinema, lanchonetes, entre outros. A medida tem o objetivo de impedir que a pandemia do novo coronavírus se espalhe pelo Estado. 


"Estamos avaliando a prorrogação desse decreto para as pessoas ficarem em casa. É uma travessia longa e precisamos estar todos unidos. Faremos isso com muita responsabilidade e com muito respeito aos cearenses", disse o governador através das redes sociais.
O decreto estadual foi publicado no dia 19 de março e já foi prorrogado uma vez até o próximo domingo (5).

O descumprimento das medidas prevê multa diária de até R$ 50 mil.

Medidas

O governador ainda disse que continua tomando diversas medidas na área da saúde, economia e do emprego para amenizar a crise ocasionada pelo novo coronavírus.

"Estamos tomando várias medidas importantes tanto do ponto de vista da saúde, da economia e do emprego. Vamos fazer juntos essa travessia no Estado do Ceará"
Na terça-feira (31/3), ele garantiu o pagamento da conta de luz de mais de 534 mil famílias de baixa renda no Ceará por três meses. 

A iniciativa valerá para as famílias que consumirem até 100 quilowatts (kW) por mês.

Além disso, diversos setores produtivos estão dialogando com o Governo do Estado no sentido de abrir o comércio gradualmente, seguindo todas as normas sanitárias e de higiene para evitar o contágio. 

Casos de coronavírus

Nesta quinta-feira (2), o Ceará confirmou a 21ª morte por Covid-19. São 563 casos confirmados. Os dados são da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). Uma das vítimas é um médico radiologista, de 43 anos. 

Em todo o País, são 299 mortes confirmadas pelo Ministério da Saúde. Foram 58 novas mortes confirmadas nas últimas 24 horas, o maior volume registrado desde o início da emergência pela Covid-19. Com os novos dados, o país já soma 7.910 casos confirmados da doença. 

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad