Post Top Ad

Covid-19 News

Post Top Ad

Natural de Fortaleza, Francisco de Assis Silva de Lima nesta próxima sexta feira (24) vai receber seu Título de Cidadão Aracatiense.

Cedo, logo aos 4 anos de idade, seu pai Valdemar Alves de Lima, então funcionário efetivo da Prefeitura Municipal de Fortaleza (era administrador) já o conduzia aos palanques políticos, haja visto ser candidato à vereador nas eleições de 1962 por sua Militância Sindical; não logrou êxito, mas teve expressiva votação, pois, naquele tempo ainda não existia para cargos legislativos não majoritários, o voto proporcional onde votamos no time e/ou legenda e com coeficiente eleitoral e partidário. O voto era cronológico. 
Assim Assis Lima (Diassis) herdou essa vocação, mas de maneira despretensiosa pela coisa pública quanto à cargos eletivos. Sempre fora líder estudantil, galvanizando admiradores com sua vivência literária, sendo por aclamação recebido pelo Clube dos Poetas Cearenses, onde venceu inúmeras competições literárias em 1973 com apenas 15 anos de idade.

Abraçou o Jornalismo para escrever, sendo o mesmo, membro da Associação Cearense de Imprensa, Associação Cearense de Jornalistas do Interior, Sindicalizado como Radialista e Turismólogo, tudo isso homologado por diplomação da UFC.

Começou atuar no rádio em 21 de junho de 1976, e após passagens por algumas emissoras da Capital, ainda pontificou na hoje extinta Rádio Rio Jaguaribe, Cultura e de modo efêmero na Canoa FM e Sinal.

Escolheu Aracati como morada à priori por Missão Religiosa, mas depois intelectuais descobriram seu lado cultural; foi pelas mãos do Dr. Hélio Idelburque Carneiro Leal elevado à sócio efetivo do Instituto do Museu Jaguaribano. 

Em mesa redonda, participou com Ernesto Gurgel do Amaral Valente (deputado federal), Bertrand Boris (comerciante internacional), José Pereira e Sebastião Cabral sobre a nova roupagem para o Arquivo Jaguaribe que juntamente com o Museu, forma o Instituto do Museu Jaguaribano. O museu destina-se à preservação de peças de reconhecido valor histórico-cultural e o Arquivo Jaguaribe ficou com fotografias, documentos e livros.

No campo religioso de modo interdenominacional, ajudou diversas igrejas em seu resgate histórico. 

Diassis Lima como é conhecido, colabora com a revista Gente de Ação, editada pelo Príncipe dos Poetas de Aracati, Dideus Sales, ex-presidente da Academia Aracatiense de Letras; 

Está hoje fora dos microfones de emissoras, pois, os horários que enquadra seu perfil estão ocupados por companheiros, e na área política tem visão antagônica devido à polarização. 

O Município de Aracati, terra que ama, em sua despretensiosa análise é como uma árvore no olhar de Olavo Bilac: “Vencedor da idade e das procelas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad