Juíza de Aracati cancela reajuste salarial de secretários e multa vereadores em R$ 1,9 milhão



Publicidade
COLUNA • OPINIÃO - Eliomar de Lima
Os quatro vereadores da base do prefeito Bismarck Maia também tiveram seus mandatos cassados e inelegíveis por 5 anos
20:42 | 31 de outubro de 2019

Ajuíza da 2ª Vara da Comarca de Aracati, Cristiane Maria Castelo Branco Machado Ramos, cancelou nesta quinta-feira (31), o reajuste salarial dos secretários municipais, que em setembro de 2017 subiu de R$ 5,5 mil para R$ 10 mil.

A magistrada acatou denúncia do Ministério Público, que apontou irregularidade na tramitação do projeto do reajuste salarial, o que teria acarretado prejuízo ao município na ordem de R$ 1,9 milhão.

A juíza determinou que o valor seja rateado entre os vereadores Valdy Ferreira de Menezes, Ricardo José de Oliveira Silva, Andrei Moreno Freire e Maria Ilda de Souza, apontados pelo Ministério Público como os parlamentares que deram sustentabilidade às irregularidades.

Em seu despacho, a juíza Cristiane Castelo Branco também determinou a perda do mandato dos quatro parlamentares, todos da base do prefeito Bismarck Maia, além da perda dos direitos políticos por 5 anos.

De acordo ainda com o processo, o prefeito de Aracati, Bismarck Maia, deverá prestar esclarecimento à Justiça sobre o caso.

(Fotos: Reprodução)


O POVO Publicidade