Soldado da PM preso por desacatar um major em Aracati/Ce é investigado pela CGD



Publicidade
Um soldado da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE), identificado como Joaquim Otávio da Silva Filho, será investigado em um procedimento administrativo, conforme publicação da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD), no Diário Oficial do Estado (DOE) da última quinta-feira (24), por supostas condutas transgressivas à função.

De acordo com a portaria, Joaquim Otávio estava no Município de Aracati, durante o Carnaval, quando teria passado mal, por volta de 23h do dia 3 de março deste ano. Ele foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com sinais de embriaguez. Ao chegar no local, o policial, portando uma pistola, iniciou uma série de ataques ao patrimônio, com chutes em portas e cadeiras da unidade de saúde. Ele teria também se despido em frente a funcionários e pacientes. 

Segundo ainda o documento oficial, dois policiais militares que faziam a patrulha da UPA do município acionaram um major da Corporação. Com o comparecimento do oficial ao local, Joaquim Otávio discutiu com o superior, ao ponto desacatá-lo. 

O soldado, então, recebeu voz de prisão e, ao ser direcionado para o posto da Polícia Militar de Aracati para ser feito o flagrante do delito, ele teria chutado o porta-malas da viatura policial que o conduzia e danificado um capacete de uso do serviço policial.


A Controladoria Geral da Disciplina afirmou ainda que a decisão sobre o caso será publicada no Diário Oficial do Estado.

Fonte Grupo Aracatipolicia24hs Publicidade