Facada, falta de aparelho de ultrassom e Bell Marques! Abafa o caso!



Publicidade
Ainda sobre o caso da morte de Karla Silvestre (25) que foi lesionada a faca na noite de domingo (6/10) pelo ex marido no Tabuleiro do Cabreiro, e após procurar atendimento nos hospitais públicos de Aracati/CE, o jornal
Diário do Nordeste publicou denúncia da família da vítima que afirma, "médico disse que os sintomas era assim mesmo, foi apenas um corte superficial e também não tinha aparelho de ultrassom". Também na matéria fala sobre "pedido de transferência na ambulância para Fortaleza, mas foi negado".

Para abafar suposta negligência médica e administrativa, pois em momento algum a secretaria de saúde, administração do hospital ou do próprio gestor municipal, o mesmo em um programa nas sua emissoras de rádio e tv no mesmo dia da denúncia estava empolgado na companhia da vice prefeita e do filho chefe da Casa Civil fazendo a maior festa no estúdio ao anunciar a vinda do cantor Bell Marques para o pré carnaval em janeiro de 2020. Aí pergunto: "e por onde anda as mais de dez bandas locais que só aparecem no período de carnaval?" 

Não sou contra diversão e promoção da Cidade.  "Festa" é festa de qualquer forma. O importante nesses tempos difíceis deveria ser ECONOMIZAR e para isso tem muitas boas opções regionais. Cadê aquele monte de bandas aracatienses que tocam o carnaval de Aracati? Dá forma como elas se preparam para o período carnavalesco, bem que poderia alguma delas para as férias (se contatada previamente, é claro) pelo menos o dinheiro circulava aqui mesmo na cidade e com absoluta certeza não seria gastos exorbitantes. Festa é festa de qualquer forma. Quanto a "ser algo que traga o turista para Aracati", aí entraria o setor de marketing da prefeitura que atualmente só está a serviço de enaltecer a todo custo o gestor do que realmente dar maior importância as ações através da informação Publicidade