Pai e filho lançam aplicativo para ajudar na prevenção de suicídio, em Cuiabá



Publicidade
Um aplicativo para ouvir as pessoas? Sim. Isso já é uma realidade até porque mais de dez mil pessoas já baixaram o dispositivo. Conforme
os idealizadores, a ideia é conectar, de forma anônima, pessoas que precisam de ajuda com as que estão dispostas a ajudar.

A proposta surgiu do Fabrício Correa, 22 anos, considerando que a tecnologia é uma realidade da sociedade. O pai, Fábio Correa, apoiou a ideia e juntos lançaram o "Meu Sentimento". 

O aplicativo pode ser baixado gratuitamente e não coloca nenhuma informação pessoal. “Pode ali expor seus sentimentos na opção “conversar”, desabafar, contar um segredo, e para quem quer ajudar, lá tem um espaço“sou voluntário”, toda informação fica anônima. Ajudar e ser ajudada, esse é o objetivo”. Disse Fábio

A pessoa escolhe o emoji com o seu sentimento e já está pronto para compartilhar. As conversas são acompanhadas por um mediador voluntário, que não interfere, mas mantém a ordem para que cada bate papo, flua do começo ao fim. 

“Como as pessoas podem ajudar umas às outras de forma rápida e segura? A plataforma  está há 60 dias no mercado e mais de 10 mil pessoas já aderiram”. Disse.  

A ferramenta também tem como ideal ser um canal de prevenção contra o suicídio. Devido ao Setembro Amarelo, mês destinado a prevenção do suicídio, os idealizadores querem atingir o máximo de pessoas, tanto que estão precisando de voluntários.

“A ideia surgiu do meu filho, e como sou empresário da área de tecnologia, vi o grande valor social. Isso faz com que as pessoas sejam elas de verdade, somente com o interesse de ajudar. Hoje a tecnologia é presente na vida de todos e então pensei, porque não criar?”. Disse.

A proposta do aplicativo já atingiu pessoas que precisam desabafar, a maioria disseram que estavam com sintomas de ansiedade. O número de pessoas voluntárias ainda é menor do que as que precisam de ajuda. “Quanto mais interessados se juntarem, mais pessoas irão conseguir falar dos seus sentimentos e melhorar a situação que estão vivendo no momento”. 

A ferramenta também tem o objetivo de ajudar quem passa por um tipo de tratamento, por exemplo, com acompanhamento de psicólogo. No intervalo entre uma consulta e outra podem expressar o caso no aplicativo, falar sobre o andamento do tratamento.“Cada testemunho, cada experiência, isso já valeu a pena. Uma vida vale muito mais para mim”. Comentou Fábio.

O próximo passo dos idealizadores é participar de palestras para falar sobre a prevenção do suicídio e a importância de falar sobre os sentimentos. O desejo  que o aplicativo seja também em inglês e espanhol. “Porque já tem pessoas de outros países que utilizam a ferramenta. Aonde que o meu sentimento contribui para a prevenção do suicídio? ” Finaliza com a pergunta. 

Fonte: tvmaisnews

Compilado do Grupo Aracatipolicia24hs Publicidade