Festa pelos 129 anos. Mateus Poeta declama seu poema "Sou Jaguaruanense".



Publicidade
Sou Jaguaruanense!

Sou a cor do tecido
Sou a batidas dos teares,
Sou a rede nos lares
Sou o algodão embranquecido

Sou o artesão tudo unido,
Sou desta terra que me pertence,
Sou deste solo cearense
Sou da terra de Góis e Ana,
A padroeira senhora Santana
Sou um puro jaguaruanense.


Sou a suada lá na feira
Todo final de semana
Sou a famosa tijubana
Uma rede de primeira
Sou trancilin em fileira
Sou o Carel no repente
Sou a fofoca da nossa gente
Sou de jaguar-onça-una preta
No caderno tá escrito em caneta
Sou um puro jaguaruanense.

Sou o sino da igreja
Que bate na hora consagrada
Sou o parque de vaquejada
Sou a fé que o povo festeja
Sou a vida que agente peleja
Sou antiga união Vivente
Sou as histórias diferente
Sou desta cidade tão pacata
Sou na política a passeata
Sou um puro jaguaruanense.


Eu sou a serra Santa
onde está o cristo rei
sou o mito que acreditei
sou o memorial que encanta
pelas suas obras que são tanta
sou da terra de povo carente
mais que vive honestamente
sou o grande Rio Jaguaribe
sou a paz que o interior convive
sou um puro jaguaruanense .

sou os lugares e avenida
sou a conversa na rua e praça
sou todos aquele que acha graça
sou de todo jeito que vivem a vida
sou a bandeira da terra que foi erguida
sou os familiares amigos e parente
eu sou este povo tão inteligente
sou todo o orgulho em dizer
que a caatinga é nosso viver
sou um puro jaguaruanense .

sou os viveiros de camarão
sou os quatros cantos da cidade
sou a escola comercio e faculdade
sou a roupa que vestimos sou o gibão
sou a memória da nossa população
sou este sangue envolvente
sou aquele que grita fortemente
sou do interior a zona urbana
sou da cidade de jaguaruana 
sou um puro jaguarunense .

Mateus poeta de Jaguaruana
(88)9.9255.9736
E-mail mateuspoetadosaojose@gmail.com Publicidade